Voltar para homepage
Quem Somos Unidades Serviços Calendário Notícias Como Ajudar Artigos Contato Loja Virtual

“Senhor, celebre cada dia o nosso casamento”

Todo mundo conhece a minha insistente pregação de que se deve fazer tudo para salvar o casamento. E eu sei muito bem que todos que vão se casar estão preocupados com a idéia de que “casar é para sempre”. A Irmandade dos Alcoólicos Anônimos ensina que para não desistir de um grande e penoso desafio, na condução da nossa vida, para não entrar é desespero é preciso dizer: “Só por hoje”. Assim o “para sempre” se torna mais fácil e mais aceitável.
Em nosso último encontro de Revisão Matrimonial, meditando o evangelho de Caná (Jo 2,1-11), na experiência de oração do domingo de manhã, alguém orou: “Senhor, celebre cada dia o nosso casamento”. Achei a oração bem adequada. Senti nela um toque do Espírito Santo. Decidi recomendá-la aos casais em minhas pregações.
Mas, parando um pouco e refletindo mais, fiz uma divagação que repasso aos meus amigos. Pensei que minha avaliação fora precipitada e não estava de acordo com minha compreensão do evangelho de Caná. Primeiro não é Jesus quem celebra o casamento. No casamento religioso, feito com fé e pureza de coração, Jesus sendo convidado se faz presente, abençoa e faz milagres. Mas ele não celebra, assiste e testemunha por meio do sacerdote. Quem celebra são os noivos.
Quando Jesus foi solicitado por sua Mãe para resolver o problema daquele casal, na festa do casamento em Caná da Galileia, ele deu aos serventes a ordem: “Enchei as talhas de água” que eu sempre traduzi por: “Faça aquilo que está ao seu alcance”. Por essa razão nunca concordei que se peça a Jesus para encher as nossas talhas. Isso cabe a nós. Foi justamente a tarefa que passou para os serventes. Mas não se deve promover algum tipo de auto-suficiência. Temos que estar conscientes de que nada podemos sem a graça de Deus. Fidelidade conjugal é possível com a graça de Deus. Só com Jesus nos conduzindo podemos ficar casados para sempre.
O salmista diz: “Se o Senhor não construir a casa, em vão trabalham os que a constroem”. Aí ficou cancelada toda lógica do meu raciocínio. Tenho que votar pela validade da oração. E renovo a decisão de recomendá-la aos casais, especialmente àqueles que se sentem em período de crise. Vou dizer: façam o que depende de vocês para firmar sua união e orem sem nenhum constrangimento: Senhor, celebre hoje o nosso casamento. Para começar e para terminar o dia, diante da estampa do Sagrado Coração de Jesus entronizada no seu lar, de mãos dadas, rosto colado, olhos fixos no Coração de Jesus, digam: Senhor, celebre hoje o nosso casamento. Senhor, celebre hoje o nosso casamento. Faremos da nossa parte e ficaremos casados para sempre.

 
  Padre Osvaldo Gonçalves, SSCC
Padre da Congregação dos Sagrados Corações, Fundador da Família de Caná, diretor da Fazenda Recanto de Caná, da Comunidade Feminina Padre Eustáquio e da Comunidade "Eu Quero a Vida", para menores.

Artigo publicado em 03/08/2013


Voltar para página anterior
Associação Família de Caná
R. Henrique Gorceix, 80 | Padre Eustáquio | Belo Horizonte/MG | 30720-416
Telefone: (31) 3462-9221 | E-mail: familiadecana@ig.com.br